Alentejo: Paraíso das Caminhadas

Alentejo Paradise of HikingO Alentejo é um pequeno paraíso para os amantes do pedestrianismo e para quem não dispensa os melhores percursos de caminhada em férias. As paisagens desafiantes, a tranquilidade e a segurança que se encontram por toda a parte, tal como a hospitalidade dos alentejanos, recomendam os percursos pedestres da região. A fama da região está a chegar ao estrangeiro: o jornal irlandês “Irish Times” dedicou um artigo aos percursos pedestres do Litoral Alentejano, desafiando os seus leitores a voar até Portugal e descobrir este paraíso perdido do nosso país profundo. Vejamos os principais percursos para caminhar no Litoral Alentejano e não só:

A Rota Vicentina

A Rota Vicentina estende-se ao longo de cerca de 350 km, divididos em 12 etapas. Trata-se de uma Grande Rota, isto é, um trilho de pedestrianismo com extensão superior a uma jornada, de acordo com a classificação a nível internacional. O percurso vai de Santiago de Cacém até ao Cabo de S. Vicente, no Algarve.

Caminho dos Pescadores

Este caminho segue sempre ao lado do mar, tendo a extensão de cerca de 120 km. Começa em Porto Covo, passa por Vila Nova de Milfontes, Almograve e Zambujeira do Mar até à praia da Arrifana.

Percursos Circulares

Para quem pretende passeios mais curtos, existem pequenas rotas em Almograve, Troviscais e Santa Clara.

Rotas e Ciclovias

Repare que, além das rotas providenciadas pelo Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, existem muitos outros pontos do Alentejo que convidam às grandes caminhadas. No Parque Natural do Guadiana, as rotas Percurso Vale do Guadiana e O Grande Rio do Sul levam os caminhantes a descobrir o curso final de um rio que, ao tempo dos romanos e dos muçulmanos, era navegável e servia como a grande via de comunicação desta região com o resto do mundo romano ou islâmico, consoante a época.

Já em Évora, o antigo ramal ferroviário de Mora foi transformado em ecopista.